Selante: Tudo o que você precisa saber sobre esse grande aliado da construção civil

Selante: Tudo o que você precisa saber sobre esse grande aliado da construção civil

Aposto que você já ouviu falar sobre selante, não é?! Também conhecido como silicone, ele é um produto muito utilizado no setor da construção civil e é essencial para garantir o sucesso e a durabilidade de uma construção. Quer saber mais? Então continue aqui com a gente!

Mas antes… o que são selantes?

Selantes nada mais são do que produtos compostos por cargas, aditivos, diluentes e pré-polímeros. A principal diferença de um produto para outro é em relação à matéria prima utilizada e a proporção de cada um dos componentes. 

Essas pequenas diferenças são as responsáveis por dar aos selantes características distintas de resistência, durabilidade, entre outros.

Para que serve o selante?

Como dito anteriormente, os selantes são essenciais para qualquer tipo de construção porque são os responsáveis pela vedação das juntas. Essas juntas (pilares, vigas, placas de fechamento) podem sofrer dilatação e refração e por isso os selantes precisam apresentar características específicas que permitem essa movimentação.

Além das juntas, eles também são agentes importantes para a selagem das juntas, preenchendo os vãos existentes. Eles ajudam a absorver a movimentação do piso que são provenientes das variações térmicas e/ou outros fatores externos.

A função de vedação, no entanto, vai muito além da selagem de juntas. Eles possuem importante papel na hora de evitar infiltrações e outros tipos de avarias que possam prejudicar a construção, seja no piso ou em paredes.

Ou seja, como você viu, os selantes são um produto indispensável para qualquer obra e devem estar presentes em todas as suas etapas. Eles são uma eficiente barreira contra água, calor, luz, poeira, além de absorver movimentação e de certa forma, proteger a obra.

Conheça os 5 tipos de selantes existentes

Você já viu que os selantes são compostos basicamente pelos mesmos ingredientes, com algumas poucas diferenças que conferem a eles propriedades especiais. Conheça agora quais são os 5 tipos de selantes mais comercializados no mercado atualmente.

Selante acrílico

Esse tipo de selante é utilizado em grande escala pelo setor moveleiro, principalmente pelo seu baixo custo. Ele é muito bom para o processo de acabamento em móveis planejados, bem como frestas e juntas entre a parede e a mobília.

Eles podem ser divididos entre convencional e sinalizado. O convencional é bastante utilizado na vedação de trincas. Já selante sinalizado, é muito utilizado na instalação de rodapés, sancas, acabamentos e colagens e tem maior resistência ao amarelamento.

São à base de água e por isso são fáceis de limpar após a aplicação, sem precisar utilizar produtos químicos. Possui base acrílica similar à base de texturas e tintas.

Selante de silicone

Os selantes de silicone podem ser divididos basicamente em 3: neutro, acético e estrutural, como você pode conferir aqui neste outro artigo, onde damos dicas para ajudar a escolher entre o silicone acético e o neutro.

O acético é bastante utilizado em banheiro, pias, lavanderias e boxes e pode ser identificado facilmente pelo forte cheiro, semelhante ao vinagre, que é exalado durante a aplicação. O neutro é bastante indicado para vidros e áreas externas por causa de sua resistência à intempéries. Já o estrutural, não é indicado para vedação. Ele é um adesivo utilizado em vidros durante a colagem em superfícies de alumínio.

Selante de PU

Esse tipo de selante possui solventes em sua composição. Sua tecnologia pode ser considerada mais simples e por isso possui menos estabilidade em comparação ao selante de MS, que vamos falar mais a frente.

Ele é muito utilizado no setor de construção e no setor industrial, devido a sua eficiência em selantes e juntas. Sua composição é a base de poliuretano, possui excelente elasticidade e propriedades que evitam o escorrimento.

Por causa dos solventes, durante o processo de cura do selante PU podem aparecer bolhas que podem comprometer tanto a resistência como a estética. A fórmula também contém isocianato, proporcionando menor estabilidade de cor durante a ação de intempéries. É um produto de baixo custo.

Selante híbrido

Como o nome já sinaliza, o selante híbrido é uma mistura de silicone neutro com poliuretano sinalizado e por isso combina as principais características e propriedades dos dois tipos: durabilidade e resistência.

São considerados ecologicamente corretos devido a ausência de isocianato. Suas propriedades permitem aplicação sem escorrimento em superfícies verticais e também apresenta boa aderência em locais úmidos. Não é necessária a utilização de primers para preparar a superfície. Após o processo de cura, uma camada de vedação permanente e elástica é formada e possibilita receber pinturas.

Selante MS Polymer

O selante MS é mais estável graças a sua tecnologia de fabricação. Não possui solventes e sua fórmula e por isso, possui alta estabilidade de cor e durabilidade. Pode ser aplicado em superfícies úmidas e molhadas, e possui boa flexibilidade principalmente em locais com grande exposição climática e a intempéries.

Não forma bolhas em seu processo de cura e não há a necessidade de aplicação de primer. Seu nome vem da matéria-prima MS Polymer®, tecnologia desenvolvida e patenteada pela empresa japonesa Kaneka.

MS ou PU: qual usar?

Os dois selantes são classificados de acordo com a sua flexibilidade, ou seja, capacidade de movimentação e eficácia de comprimir e esticar. Esses dados são medidos em percentuais que variam entre 12,5% e 50%, de acordo com a norma ASTM C9020. Quanto maior o valor, maior a sua capacidade elástica.

Esse número é importante para determinar qual produto é mais indicado para determinado tipo de aplicação. Enquanto pisos pedem uma amplitude de 12,5% a 25%, juntas de fachada trabalham com valores de 25% a 50%.

O selante MS é um produto mais nobre e por isso é recomendado para aplicações que necessitem de um desempenho superior a outros selantes e que necessitem de uma vida útil maior de 10 anos. Indicado para casos que precisem de resistência extrema e em ambientes que sofrem forte interferência de condições climáticas e intempéries.

O selante PU não consegue atingir esses padrões, mas também pode ser utilizado em áreas externas, porém possui um tempo de vida útil menor. Para se ter noção, o selante MS pode chegar até 8.000 horas no teste de intemperismo, enquanto o PU alcança até 2.000 horas.

Agora que você já sabe tudo sobre selantes, entre em contato com o time da CAC para saber qual o melhor selante para você. Aqui você encontra as melhores marcas do mercado com os melhores preços https://cacarvalho.com.br/solicite-um-orcamento/.

Deixe uma resposta

Fechar Menu
×
×

Carrinho